segunda-feira, 9 de março de 2015

Dica de crochê : A importância da escolha do fio correto para o trabalho


                    A internet é fonte inesgotável de imagens belíssimas sobre qualquer tema. Com o crochê não é diferente.

                    Normalmente o que se vê são trabalhos perfeitos em fotos perfeitas a e você tem vontade de fazer todos eles.

                   Hoje vou fazer um relato não sobre um trabalho perfeito, mas sim sobre algo que não deu certo. Leia e veja as fotos abaixo para  entender o que eu quero dizer .

                    Dias atrás minha irmã pediu que eu fizesse um conjunto de porta copos ( ou coasters) .  Lá fomos ao Pinterest para escolher algo de que ela gostasse. 

                      Escolhido o modelo, hora de começar o trabalho. 

                      Faço crochê desde criança, porta copos é um  trabalho relativamente fácil e eu já fiz vários conjuntos. 

                      Aqui no blog você pode ver porta copos AQUIAQUI e AQUI

                     O modelo tinha um gráfico fácil de seguir, mas isso não foi suficiente.

                     Na primeira tentativa usei o fio Anne, da Círculo . Embora  bonito, ficou grande demais e o crochê não ficou firme, como eu acho que um porta copos deve ser. Veja :



                     Na segunda tentativa troquei pelo fio Clea, da Círculo que é mais fino. Dessa vez ficou pequeno demais e muito fino e delicado para um porta copos.



                       Numa terceira tentativa, usei o fio Anne, mas com uma agulha mais fina para que o ponto ficasse mais fechado e encorpado. Melhorou, mas ainda assim , grande demais para um porta copos.



                       
                          Diante disso, a conclusão  : embora a foto escolhida fosse muito bonita, e eu ter conseguido fazer a peça sem dificuldade seguindo o gráfico, o resultado não foi o que eu desejava. Só restou escolher outro modelo mais adequado. 

                                 Quando se faz crochê ou qualquer outro trabalho manual, desmanchar , refazer, faz parte do processo, independente da sua experiência. É isso que faz com que seu trabalho se aperfeiçoe e fique melhor.  

                                   Muitas pessoas, principalmente os iniciantes,  não têm a paciência ou a persistência e acabam  desistindo pelo caminho. 

                         Mas no crochê, assim como na vida, errar, desfazer, refazer , persistir, acertar são fundamentais.

                                    E mais, o trabalho não foi descartado, agora o que era grande demais para ser porta copos, está junto do açucareiro, pronto para o chá.

                                      Sobre o porta copos?  Mostro no próximo post como fazer um.



                               Tenha ótimos dias !

                      

                          




2 comentários:

  1. Olá, Marcia! Tudo bem?

    Obrigada pelos comentários lá no Landscape! Você está sempre presente por lá e eu gostaria de agradecer!

    Quando eu li o seu comentário, no último post do Desafio do Crochê, eu resolvi aceitar a sua ajuda!

    Eu adoro seu trabalho com crochê, então eu pensei se você gostaria de escrever algumas dicas para quem está começando no crochê para eu colocar em um dos posts no Landscape?! O que acha?

    O e-mail do Landscape é myownlandscapedreams@gmail.com, e pelo e-mail podemos conversar melhor!

    Desde já obrigada e até breve!

    Bjs,

    Thaís

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaís, obrigada pelo comentário. Já te mandei um email.

      Bjs.

      Marcia Cristina

      Excluir