segunda-feira, 29 de abril de 2013

Bonequeiras sem Fronteiras - Ação na Aldeia Tekoa Pyau

Grande é a poesia, a bondade, as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças
(Fernando Pessoa)

                Em dezembro de 2012 entrei para o Grupo Bonequeiras sem Fronteiras no Facebook. Já escrevi  AQUI no blog sobre a minha chegada ao grupo. 

              De lá pra cá tenho investido uma parte do meu tempo fazendo bonecos e bichinhos para as ações do grupo  e fazendo novas descobertas no mundo crochê. Já escrevi aqui mais de uma vez que nunca havia feito um boneco ou bichinho.

            Participar do grupo tem sido motivo de muita satisfação, porque consegue unir três coisas que gosto muito : crianças, artesanato e ajuda ao próximo. Junta-se a tudo isso a oportunidade de conhecer novas pessoas, mesmo que virtualmente e perceber que existe muita gente que quer ajudar esse mundo maluco  ficar um  pouco  melhor, com as armas que tem nas mãos.

             No último sábado, fizemos a entrega das bonecas e bichinhos para as crianças da Aldeia Tekoa Pyau, que fica  no extremo oeste da cidade de São Paulo. 

                Descrever o que eu e o grupo que participou entrega sentiu não é tarefa fácil e sei que não vou dar conta disso. Tanto que só hoje escrevo esse relato aqui no blog. Esperei um pouco para o turbilhão de emoções se acalmar um pouco.

                 O que é terrível é presenciar a situação de abandono das crianças que vivem numa situação de miséria extrema, dentro da maior e mais rica cidade do Brasil.

               Mas a missão do Bonequeiras sem Fronteiras não é constatar coisas ruins e sim espalhar um pouco de amor através das bonecas e brinquedos feitos a mão com todo carinho, respeito e atenção que toda criança   (na verdade todo ser humano) merece.

                Então compartilho com vocês alguns flashes dessa ação. As imagens dizem muito, vocês vão ver:
A produção do Grupo: mais de 300 Bonecas feitas a mão vindas de todas as partes do país, concentradas no QG de  São Paulo.
Sim, há várias pessoas do grupo em diferentes cidades que cedem os espaço de suas casas para receber e organizar  as bonecas.



A turma que participou da entrega, Eu estava lá também!
Sim! Também há pessoas que numa manhã ensolarada de outono deixa seus afazeres para doar um pouco do seu tempo para crianças desconhecidas.

                   

Essa foi a minha produção para essa ação - 7 bonecos e bichinhos


            E agora algumas imagens das crianças da aldeia, recebendo os brinquedos e a situação de pobreza em que vivem :










     
             Algumas coisas lindas que ouvi das crianças durante a entrega:


Um dos meninos , de 10 anos:
“O que tem nas sacolas?”
 Respondi que eram brinquedos.
“Mas só tem boneca, é de menina”
Disse que havia monstrinhos, meninos e bichinhos.
“Você fez tudo isso?”
Respondi que tinha feito alguns.
“Então quero o que você fez!”
Pena, mas na agitação não localizei nenhum dos meus bonecos ,  embora eles estivessem por lá. Mas o garoto saiu de lá feliz com um boneco daqueles bem grandes, como ele.

Bem no final da entrega um dos meninos bem pequeno ainda, estava com pelo menos uns 4, talvez  5 bonecos nos braços  rodeado por outras crianças.  Eu ainda comentei , ele é pequeno mas tem os braços bem grandes, abraçou muitos bonecos.  Segundos depois ele distribuiu todos os bonecos para as outras crianças e ficou com apenas um. Um belo exemplo de partilha e companheirismo

Algumas crianças escolheram e quiseram "trocar" seus bonecos  várias vezes. Na verdade elas estavam experimentando e brincando com o maior número de bonecos.. ficavam debruçadas sobre as sacolas, experimentando...experimentando... experimentando... 



               Há quem diga que isso é pouco, para crianças que não tem uma casa decente pra morar, roupas bonitas pra vestir e que talvez falte até comida. Mas na verdade carinho é bom pra todo mundo.

                         " A gente não quer só comida..."  já dizia a música dos Titãs.

                   Go Bonequeiras !

Para saber mais :

O Grupo Bonequeiras sem Fronteiras tem uma fan page no facebook e  um blog. Se você quiser conhecer melhor o trabalho ou participar, vale a pena espiar. Lá tem informações sobre todo o trabalho



Bonequeiras sem fronteiras - Blog

Bonequeiras sem fronteiras - fan page Facebook












5 comentários:

  1. Adorei, eu estou no grupo desde o inicio, e com certeza a gente ganha mais dá. Desde o momento da confecção dos bonecos ja me vem um sorriso, as vzs a gente esta cansada, acha que a meta que estabeleceu é grande, e la vem o sorriso de novo, pensando n criança e alegria de receber, nao da pra fazer mesmo de cara amarrada. E a hora que vc a entrega, vc ja sabe, a gente se debulha em lagrimas. Nós bonequeiras fazemos este pequeno gesto, mas faz muita diferença em um mundo tao egoista. Com certeza alem do sorriso levamos tb uma semente de amor para cada coraçao. Lindos seus croches, a corujinha e a tartaruga me encantaram!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por se doar para este projeto que só aumenta a f[é de que os bons são maioria. Beijo Grande

    ResponderExcluir
  3. Ô amiga tambem sou muito orgulhosa de fazer parte desse grupo que me emciona e me alegra. Amei o post!
    Beijo

    Gilberta Sobreira

    ResponderExcluir
  4. Márcia, amei ler seu depoimento. Também amo estar no grupo e preparar as bonecas, bichinhos e "super-heróis" para as crianças. Este projeto tem sido meu foco nos últimos 9 meses a que estou inserida no grupo. Que bom que nós nos achamos e trabalhamos pela mesma causa!!!
    Go bonequeira
    abç

    ResponderExcluir
  5. É de longe a ação mais criativa que eu vi nos últimos tempos. E vc tem razão quando diz que mesmo com outras necessidades ainda por suprir as crianças merecem todo o carinho e amor que vão junto com esses trabalhos maravilhosos que vcs fazem!!! Criança é criança e um brinquedo é sempre bem vindo!!! Parabéns pelo trabalho e pelo post! abraços Nilcea Trigo

    ResponderExcluir